Viagens Personalizadas: Turismo Pós-moderno

O turismo está mudando, estamos entrando na era do turismo pós-moderno, chamado de pós-turismo. Mas o que é pós-turismo? O prefixo “pós” está relacionado ao futuro. No final do século XX se falava muito do pós-turismo e suas tendências para o futuro não muito distante. O século XXI começou e junto com ele as primeiras características do pós-turismo. Uma das características que já está em evidência são as viagens personalizadas.

O turismo tem três etapas: o pré-turismo, o turismo e o pós-turismo. São uma espécie de três eras do turismo, cada uma com suas características. O turismo foi evoluindo, e as atitudes dos turistas e do mercado do turismo mudavam conforme a tendência mundial. Atualmente nos encontramos na transição do “turismo” para o “pós-turismo”. O “turismo” é caracterizado pelo turismo em massa, pacotes de viagens fechados para grandes grupos de viagens a preços atraentes, onde todos utilizam o mesmo avião fretado pela operadora turística, ficam no mesmo hotel e passeiam com o mesmo guia turístico. Era dos grandes destinos turísticos que todos conhecem ou querem um dia conhecer, como Paris, Roma, Londres.

Já o “pós-turismo” é caracterizado pelas viagens personalizadas, realizadas por pequenos grupos familiares, em dupla ou até mesmo sozinho, tudo de forma personalizada. Afinal, não queremos mais um turismo padronizado, elaborado em larga escala, sem levar em consideração a necessidade de cada um. Viagens em grupos, com guias e horários rígidos não são mais tão atraentes. O público quer montar o seu pacote de viagens e escolher os atrativos, o hotel e o meio de transporte que será utilizado. Quantos dias quer ficar em determinado lugar e restaurantes que deseja comer.

As viagens realizadas por agências e operadoras são atrativas porque segue um itinerário que pode ser confortável para aqueles que querem conhecer um lugar só para ter status, ou porque tem medo de não conseguir se virar em um país de língua estrangeira. Alguns pacotes têm preços atraentes, graças às parcerias que as operadoras turísticas têm com serviços turísticos (hotéis, companhias aéreas). Mas isso tudo está acabando, e tem muitas agências renomadas que vendem pacotes caros, que você acha que está pagando barato, mas na realidade conseguiria preços melhores com outras operadoras.

O turismo personalizado está mais acessível agora, o preço não é diferente do oferecido pelas agências e operadoras de turismo, podendo muitas vezes ser mais barato. As vantagens é que você pode escolher quando, como e quais lugares quer visitar. Quanto tempo quer ficar em cada região, sem necessidade de guia, você pode montar a sua viagem junto com um consultor turístico que te dará dicas, fornecerá mapas e preços, e você irá escolher aquilo que te agrada mais. Conhecer um lugar por conta própria irá lhe fornecer uma experiência muito mais enriquecedora, sem contar com a liberdade que você terá para andar pelo lugar. Ficou muito cansado do dia anterior? Você poderá dormir até um pouco mais tarde no hotel. Quer voltar naquele museu porque não deu tempo de ver tudo? Fique a vontade de ir no dia e hora que quiser. Quer jantar num restaurante super charmoso que você viu perto do seu hotel? Fique a vontade de ir e sair quando quiser. Vantagens não faltam para as viagens personalizadas. É a tendência do século XXI. Faça uma experiência na sua próxima viagem, não irá se arrepender. Contate de um consultor de viagens, ou personal travel agent (personal agente de viagens) e boa viagem!

Leia Mais (no Vida Leve)

PAULA BRANDÃO - formada em Turismo (UFF), atua como consultora particular de viagens e planejamento de sua viagem de forma personalizada. * Rio de Janeiro/RJ * (21) 9660-7373.- paulabrandao@live.com

Referência bibliográfica:
\r\nMolina, Sergio. O Pós-turismo. Ed. Aleph Editora.\r\n

Hospedagem