Saúde  »  Medicina

Nutrição e Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP)

Imagem em http://saudeonlinefat.blogspot.com/2008/12/ovrios-policisticos.html Entre 5 a 10% das mulheres na fase reprodutiva apresentam desequilíbrio hormonal seguido de sintomas clínicos variado. Esses sintomas podem ser menstruações irregulares, oleosidade na pele e nos cabelos, ganho de peso, presença de pelos em locais não habituais (tórax, face, abdome), acne. Tudo isso acontece em decorrência da alteração dos hormônios que estimulam os ovários. E como os hormônios no nosso corpo estão interligados, alterações nestes hormônios sexuais responsáveis pela ovulação acabam interferindo em outros e assim há um aumento nas taxas da insulina, que também é um hormônio, levando a elevação do peso. A testosterona também se eleva causando o surgimento dos pelos indesejáveis. Portanto, quando estão presentes a irregularidade menstrual, a ausência da menstruação, o surgimento de pelos, obesidade e infertilidade, pode ser uma evidência da SOP.

Qual o papel da Nutrição na SOP? A obesidade é tanto causa como conseqüência desta síndrome, pois tanto a SOP conduz a obesidade e à resistência a insulina pela elevação nas taxas insulínicas assim como a obesidade pode, também, desencadear a SOP. A obesidade é a porta de entrada para a resistência insulínica, seguida da hiperinsulinemia, aumento do LH e andrógenos, diminuição do SHBG (proteína carreadora de hormônios sexuais). A redução do peso eleva a SHBG, reduz a resistência insulínica, eliminando assim um dos fatores para a SOP. Portanto, tratar a SOP requer a imediata redução do peso além da utilização de hormônios.

CLEONEIDE TAVARES DA COSTA é nutricionista (CRN 04-3263), graduada pela UFPB, pós-graduada em nutrição clínica pela UFF, tem cursos de aperfeiçoamento em Nutrição Ortomolecular, em Prescrição de Fitoterápicos em Nutrição em Estética e de atualização em Nutrição em Estética, Coordenadora dos Programas VAN e de Aleitamento Materno da Secretaria de Saúde de Teresópolis/RJ, Multiplicadora do IUBAAM e do HIAC, atende mulheres no Climatério em ambulatório da rede pública e rede privada, atende mulheres durante o pré-natal e nutrizes, quanto às técnicas de amamentação, na rede pública e privada, prestou consultoria a empresas em Teresópolis, atuou no spa do Le Cantón. * Teresópolis/RJ (21) 9290-9136 - cleo.nu.tri@hotmail.com (veja mais)

Hospedagem