Resultados da Academia

Na aplicação da proposta de Meir Schneider à Academia dos Olhos temos obtidos resultados interessantes. O meu próprio quando o trabalho ainda não recebia esse nome. Reduzi a correção em minha presbiopia (vista cansada). Agora estou trabalhando em cima de meu astigmatismo.

Ao início dos grupos fazemos um simples questionário. Comentários são estimulados ao longo de nossos encontros semanais e no encerramento solicitamos a opinião dos participantes. Eventualmente ocorrem exames oftálmicos que podem indicar numericamente resultados.

Ao final do primeiro grupo da Ilha do Governador; um deles dá o significado à aplicação da participante. Vera visitara o oftalmologista em setembro de 2006. Sua presbiopia (vista cansada) apresentava o grau 2,75. Precisando de novos óculos, tornou a fazer exames que detectaram que um dos olhos regredira em termos de correção. O novo valor estipulado foi 2,0. Mesmo antes desse resultado ela já se beneficiara com o uso do relaxamento necessário ao método de Meir Schneider. Tivera, ainda no primeiro mês da turma, que fazer uma endoscopia que atravessou com uma tranqüilidade jamais imaginada.

Destacar cada resultado nos faria extensos e cansativos. Assim, pontuaremos com algumas das opiniões expressadas. O ideal seriam exames feitos em cada participante antes e depois. Quem sabe, num futuro...

“Muito mais calma, consciente, visão e mente mais abertas e claras. Conseguindo visualizar algum escrito sem o uso de óculos”. Esta trabalha ligada ao computador. Último exame em maio de 2005.

“Resultado obtido: confiança em andar sem os óculos. Na 3ª semana percebi essa possibilidade, mas não estou com a mesma disciplina do início.” Esta tem glaucoma e o exame logo após o término da turma não denotou nenhuma mudança na pressão ocular.

“Só estou usando óculos para ler. Faço os exercícios diariamente, mas não todos.” Presbiopia, miopia e catarata. Esta nos apresentou seus resultados há poucos dias, quando nos preparávamos para colocar o boletim no ar. Impressionante a correção para longe passou de 2,75 para zero. A correção para perto passou de 6,0 para 2,35. A catarata estacionou.

“Meu resultado não foi bom no sentido da visão, pois não fiz os exercícios como deveria, mas no sentido da percepção do corpo, auto-análise foi excelente. Obtive resultados nos primeiros dias.” Presbiopia.

“Passei a ter uma visão melhor depois de algumas semanas. Faço sempre os exercícios e me sinto muito melhor. A pressão está em 13. Ótima nos exames, já li as letras todas.” Esta tem glaucoma e catarata.

O nosso trabalho tem um problema sério. Os seus resultados são dependentes da aplicação de cada um e de sua ‘aparelhagem’ (como recebeu e tratou de seu corpo ao longo dos anos). Corpo! Pois os olhos fazem parte e interagem com ele. Quem faz os exercícios descobre isso. Mais cedo ou mais tarde.

Se você deseja melhorar sua visão e acha que vale a pena se dedicar a você, a Academia dos Olhos lhe será útil. Um dedicado oftalmologista, William Bates, e um ex-cego, Meir Schneider, foram as pessoas fundamentais para a montagem do método hoje disponível para você. Se você quiser, claro!

Leia Mais (no Vida Leve)

Veja Também (na internet)

Moacyr Waldeck é um entusiasta do Método de autocura de Meir Schneider. Participante, com Janaína Guerreiro e AnaLu Palma (Livro Falado), como facilitadores em oficinas para pessoas com dificuldades visuais (sérias) no SESC - Santa Luzia, dá continuidade ao trabalho iniciado por Analu. (21) 9322-4691 * mowaldeck@yahoo.com.br (veja mais)

Hospedagem