Emagrecendo com Valéria (7)

Olá a todos do Espaço Ser/vidaleve. Desculpem-me a demora, mas infelizmente tive um problema em meu computador e perdi tudo o que tinha preparado. É, isso acontece.

Continuando a minha jornada. Como eu disse, no começo eram 42 quilos para emagrecer, até agora já se foram 27 e isso para mim já é uma vitória. Acredito que, para muitos que acessam o site, sirva como incentivo para que continuem sua jornada.

Nesse processo de emagrecimento eu tomei como regra algumas atitudes.

* Aos sábados eu deixo a dieta de lado, mato minhas vontades, se quero comer um pastel ou uma pizza eu como sem culpa. Isso até o almoço de domingo, sem exageros, é claro, mas não fico me culpando se passei a meta de calorias diárias que para mim estabeleci (800 a 1000 calorias divididas durante o dia). Depois do almoço de domingo eu já vou voltando à disciplina. Por incrível que pareça, no começo eu não via a hora de chegar o fim de semana, mas agora eu muitas vezes me pego fazendo exatamente como na semana e isso e naturalmente.

* Muitos de vocês já devem ter ouvido falar nestes grupos de ajuda para dependentes químicos que usam a frase “SÓ POR HOJE”. Eu também a adotei para mim. Digo só por hoje eu não vou comer isso ou aquilo, e assim eu vou me controlando. Graças a Deus tem dado certo até agora.

* Outra atitude que tomei foi a de não dar satisfação a ninguém. Principalmente quando ficam me cobrando: “você não está de regime? Por que está comendo isso, desse jeito não vai funcionar mesmo e assim por diante”. Quando se aprende a comer com consciência cada um sabe muito bem o que pode ou não pode comer. Muitas destas cobranças só atrapalham.

* Eu me peso toda a semana. Assim eu controlo meu peso de tal forma que quando passam umas três semanas e não emagreci nem um grama, começo a prestar atenção para ver o que estou fazendo de errado, pois, depois de um certo tempo, começo a ficar confiante demais e isso é perigoso. Quando percebo já estou comendo o que não devia em dias errados.

* Muitas vezes se tenho vontade de alguma coisa, eu penso bem e, às vezes, troco um doce por uma refeição inteira. Fico o resto do dia na base de sucos e frutas, mas procuro não fazer isso com freqüência, para não me acostumar.

* Até agora eu não tinha adotado nenhum tipo de exercício, mas como cheguei a um estágio em que meu corpo já se acostumou com a dieta, estou começando a fazer caminhada.

Junto com um dos próximos textos estarei mandando fotos minhas de quando comecei e agora.

Espero, do fundo de meu coração, que minha historia esteja ajudando de alguma forma. Para mim tem sido muito importante estar aqui com vocês.

Um grande abraço a todos!!!!

Valéria é praticante de auto-ajuda e de redução de peso - vbiscaro@gmail.com -

Ficamos um pouco assustados com uma observação da Valéria, dai comentar com ela e pedir autorização para publicar o comentário. Uma vez autorizado, aí vai ele:
\r\nLemos o seu artigo e nos assustamos um pouco. 800 a 1000 kcal é um número excessivamente baixo. Em especial para quem falou que não se deu bem com nutricionistas que recomendavam fechar a boca e comer só folhinhas de alface. Pode estar funcionando e ser ótimo em relação à questão da redução de peso, mas pode ser maléfico à saúde. Pode ser que o importante da alimentação, vitaminas, minerais etc, não esteja sendo ingerido nas quantidades adequadas. O resultado dessa deficiência só costuma ser sentida a longo prazo. Em particular, a nossa nutricionista não indica dietas de tão baixo valor calórico. Em seu procedimento, inclusive, dependendo da quantidade ingerida pela pessoa a quem ela atende, ela vai passando por dietas de maiores valores calóricos até chegar a uma de baixo valor. Exatamente para que o organismo da pessoa não se ressinta e vá se habituando a novos padrões alimentares. É bom lembrar que, se uma pessoa pretende, efetivamente, um novo corpo e não uma magreza momentânea, será necessário adquirir novos hábitos de vida, em especial os alimentares.\r\nJunto com o seu artigo, faremos essa observação, desde que você nos autorize. Isso pode funcionar bem para algumas pessoas, mas pode ser perigoso para outras. O nosso conselho seria que você fizesse uma avaliação desse seu cardápio. Se quiser a nossa ajuda é só preparar um recordatório alimentar de uma semana sua e mandar para nós. Na mensagem que mandamos para você foi um modelo de formulário e instruções.

Hospedagem