Relaxamento em Busca de um Espaço

Grave sobre um fundo musical tranqüilo e relaxante o texto que se segue (fita. CD etc).

Num lugar reservado, após ligar o aparelho, deite-se (preferivelmente sobre o chão, colchonete etc) da maneira que você se permita confortavelmente. Vá entrando em contato com sua respiração, enquanto você sente automaticamente o ar entrando e saindo de seus pulmões. Deixe que os olhos se fechem e o som envolva você. Boa viagem!




Deixe seu corpo bem solto, ir entrando em contato com o chão e os pensamentos fluírem na sua mente. Você não precisa se fixar em nenhum.

À medida que você ouve e escuta a música talvez você possa se permitir, agora ou daqui a pouco, que ela envolva o seu corpo, e com isso você possa do seu jeito, da sua forma, relaxar cada vez mais. Assim envolvido lhe convido a ir descendo suavemente, as escadas imaginárias de sua mente em direção ao centro, ao meio de seu cérebro. Lembre-se esta é a sua escada e para isso entre pelo alto de sua cabeça, descubra a ondulação do cérebro (Vamos conhecer e descobrir um pouco) abra as duas metades e desça mais. Vá para o meio, sinta as pulsações, as vibrações. Entre e descubra quem é você, o eu de si mesmo, a essência, o prazer de existir. Vá em direção ao que você conhece e apenas esqueceu. Respire e respire neste lugar onde você é você mesmo. Observe essas escadas internas e desça mais ainda em direção ao seu coração. Desfrute este momento de encontrar você; respiração, corpo, células, pulsação. Desfrute o pulsar deste universo interno, só seu.

Encontre você em você. Sinta seu coração bater, viva um relacionamento com você e você, sendo ao mesmo tempo amado e amante.

Acompanhe o refluxo do ar através do centro de seu peito purificadamente, relaxadamente, energizando. Respire calmamente e suavemente. O dentro e o fora de você; observe o ar entrando e saindo, fluindo naturalmente sem o menor esforço.

Então, por detrás dos olhos fechados, deixe surgir uma imagem, um sentimento, um som, uma lembrança de um momento no seu passado no qual você se sentiu totalmente seguro, amado, querido e protegido.

Talvez você se lembre quando era bebê, no aconchego do colo de sua mãe, ou da sensação de um abraço envolvente de um amigo de infância ou da afeição e da aceitação de um professor ou de uma pessoa especial.

Deixe-se levar pela sensação de confiança, tranqüilidade e vitalidade que se misturam com esse sentimento. Deixe-se levar, se entregue, se solte, com a receptividade própria de sua criança interna.

Agora, avance lentamente no tempo, lembrando momentos de sua vida nos quais você normalmente sentiu-se totalmente amado, aberto, vulnerável, energizado. Talvez você tenha passeado num campo inundado de luz do sol, cheirando a natureza, ou se banhado numa água envolvente e aconchegante como um útero. À medida que as lembranças, sensações, imagens, vieram não censure nada, assim você pode permitir que sua mente inconsciente traga para você experiências de aconchego e proteção, que você nem sabia que estavam registradas em você. Permita que elas venham como tiverem que vir.

Deixe vir e crescer em você uma imagem realmente forte e gratificante, permaneça totalmente imerso nela e respire lenta e profundamente enquanto a contempla. Fique como um espectador passivo, relaxado e receptivo. Lentamente, vá acrescentando à lembrança o maior número possível de detalhes. Deixe as cores, os sons, os aromas, as texturas e o gosto voltarem à sua mente: o aconchego, o perfume de flores, a suavidade.

E, enquanto você experimenta essas sensações, eu fico me perguntando se você pode se permitir experimentar como uma criança que experimenta a vida, as informações e as vivências que você vai viver neste fim de semana, filtrando as que são e serão úteis para você tanto agora, como para daqui a pouco, como para um futuro mais longe e assim permitindo que sua vida caminhe em direção ao que você merece e deseja.

E, assim, experimente transportar-se para a imagem, tornando-se ator na cena e não mais mero espectador, crie, imagine, acrescente o que quiser e deixe que os sentimentos invadam seu coração. Desfrute o prazer mágico de viver um grande amor com você. Expanda-o, sinta a magia desse amor da forma mais intensa e direta que puder.

Mergulhando ainda mais profundamente, leve as mãos ao coração e permita que as sensações associadas à situação ressoem dentro de você. Use a respiração para expandir essas sensações, até experimentá-las de maneira completa e vibrante. Deixe-as fluir no mesmo ritmo de sua respiração, até que elas acelerem sua circulação sangüínea e tragam de volta a você a emoção especial que está revivendo. Neste momento mágico, deixe sua consciência ser tomada pela sensação de que tudo é simples, fácil e natural.

Confesse seu amor por você mesmo. Encontre uma palavra ou frase que expresse a sensação de bem-estar e satisfação pessoal e sussurre:

“É muito bom me sentir amado por mim mesmo, e eu realmente estou gostando de dar a mim toda essa atenção” repita essa frase quatro vezes sentindo cada vez mais o prazer de escutá-las e talvez até sentindo vontade de dizê-las em voz alta.

“É muito bom me sentir amado por mim mesmo, e eu realmente estou gostando de dar a mim toda essa atenção”

“É muito bom me sentir amado por mim mesmo, e eu realmente estou gostando de dar a mim toda essa atenção”

“É muito bom me sentir amado por mim mesmo, e eu realmente estou gostando de dar a mim toda essa atenção”

“É muito bom me sentir amado por mim mesmo, e eu realmente estou gostando de dar a mim toda essa atenção”

Você está aceitando a si próprio, reconhecendo que é um ser único especial. Está começando a escutar a voz de seu amante interior. Ao dizer sim a essa voz, você perceberá que a vida realmente está ao seu lado, desejando colaborar com você, ensiná-lo. Ajudá-lo a crescer, a se tornar cada vez mais uma pessoa plena e melhor, sempre que você permitir e deixar que esse processo continue

Quando você desejar, gradativamente, vá voltando ao presente, aqui e agora da sala de lembranças como se fossem pássaros levantando vôo.

Guarde em você o sentimento mágico do ser especial que você realmente é.

Leia Mais (no Vida Leve)

MÁRCIA MATHIAS é psicóloga, tem curso de hipnose pela SOHIMERJ e dirige a Clínica São Tomaz, em Botafogo - Rio de Janeiro/RJ - (21) 2275-7233 / 2542-3666 * mathiaspsi@gmail.com * http://www.ibhep.com.br

** Este texto é uma adaptação de Dra. Márcia Mathias**

Hospedagem