Saúde  »  Hipnose

O que é Hipnose?

A hipnose é um fenômeno natural que tem sido descrito tecnicamente como um estado alterado da consciência. Alterado igual a modificado e não significando patológico. A literatura médica sobre o sono costuma trazer, a respeito da hipnose, um capítulo específico. Nele é comum a referência aos estudos eletroencefalográficos da hipnose cujo traçado mostra não ser um estado de vigília nem de sono. A hipnose é produzida tanto por estímulos fracos e monótonos, como por estímulos súbitos e fortes, tendo como características especiais a atenção focalizada e a sugestionabilidade.

A hipnose é reconhecida pelos Conselhos Regionais e Federais de Medicina, Odontologia e Psicologia como instrumento para a prática dessas profissões. No governo do Presidente Jânio Quadros foi proibida como meio de diversão ficando permitida apenas seu uso curativo por profissionais legalmente habilitados. Lamentavelmente, por (mais um) equívoco do governo Collor de Melo, o uso adequado da hipnose foi suspenso. Os charlatões, hoje, não podem ser alcançados pela lei, ficando apenas os médicos, os cirurgiões dentistas e os psicólogos sob o peso de seus códigos de ética, quando denunciados a seus Conselhos Regionais. Tentativas têm sido feitas no sentido do retorno da proibição. Infelizmente deputados e senadores não têm dado a atenção adequada ao assunto.

O risco da hipnose é o mesmo de todo instrumento utilizado inadequadamente, irresponsavelmente ou por quem não tem conhecimento suficiente para seu uso, daí a necessidade da proibição a quem não é habilitado e a restrição ao uso curativo. Talvez possamos comparar o risco da hipnose ao de um bisturi.

Alguns escritores e produtores de filmes se utiliza(ra)m da hipnose como o fazem (fizeram) com a mula sem cabeça, os vampiros e outros mitos que dão um bom enredo para assustar as pessoas. Se bem poucos acreditam em mulas sem cabeça e em vampiros, muitos acham que a hipnose é algo místico ou assustador. Muitos acham ser a hipnose apenas farsa. Não é uma coisa nem outra. Muito menos mágica, como costumam apregoar vários que a utilizam com efeito curativo (muitos dos quais, aliás, sem habilitação para tal).

Duvide sempre de quem afirma ser capaz de curar você em uma única, ou num número fixo qualquer, de sessões. A hipnose, como regra, é capaz não só de abreviar como, em casos específicos, ser o veículo mais adequado para tratamentos. Por vezes, permite curar a curtíssimo prazo, o que é exceção, não regra.

O que também é válido para a escolha de qualquer terapeuta devidamente habilitado (médico, cirurgião dentista, psicólogo etc) é válido em especial para hipnoterapeutas, ou que se denominam com tal, (uma seara infestada por "mágicos" e aproveitadores da credulidade das pessoas): procure saber através das pessoas que já se utilizaram de seus serviços sobre suas habilidades. Procure, também, informar-se mais a respeito de saúde. Neste campo, como em muitos outros, prevenir é sempre melhor do que remediar.

Leia Mais (no Vida Leve)

MOACYR WALDECK é psicólogo clínico (CRP 05-21093). Trabalhou com grupos de redução de peso, combate da ansiedade, compulsividade e estresse. Preparou vestibulandos para redução de estresse no período de provas, reforço de memória e aceleração de aprendizado. Foi instrutor de Relaxamento na SOHIMERJ, onde fez sua formação. - Tel.: (21) 9 9322-4691 – Rio de Janeiro/RJ - mowaldeck@yahoo.com.br - (veja mais)

Hospedagem